sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Daredevil by Frank Miller & Klaus Janson: Vol. 2; Vol. 3.



Frank Miller, Klaus Janson (2008), Daredevil by Frank Miller & Klaus Janson: Vol. 2. Nova Iorque: Marvel Comics.

Nestas páginas, o amadurecimento de um personagem. Miller soube fugir aos estereótipos dos comics de super-heróis, e cimentou aqui Daredevil enquanto combatente do crime nas ruas, em paralelo com a justiça legalista do seu alter ego Murdock, o advogado. Crime e corrupção nas ruas perigosas da cidade são os temas destas aventuras onde o herói de uniforme não é o ponto principal. Apesar de alguns acenos, com recontros entre Daredevil e Bullseye, Elektra ou The Punisher. Mas mesmo estas narrativas mais corriqueiras estão enquadradas em histórias mais complexas. Definitivamente, Daredevil por Frank Miller é um dos grandes momentos dos comics do século XX.




Frank Miller, Klaus Janson (2008), Daredevil by Frank Miller & Klaus Janson: Vol. 2. Nova Iorque: Marvel Comics.

Este terceiro volume contém a conclusão da Saga de Elektra, onde Frank Miller experimentou um tipo de grafismo altamente estilizado e alicerçado em rigorosos enquadramentos dinâmicos, que viria a explorar ao máximo em Sin City e 300. Contém ainda como bónus uma graphic novel onde Miller passou a ilustração a Bill Sienkiewicz, o que se traduz num momento gráfico extraordinário. Mas reflita-se que a Marvel nunca percebeu muito bem o conceito de graphic novel, quer como forma de atrair novos através da exploração de grafismos vanguardistas, ou dar novas dimensões às suas personagens. As graphic novels da Marvel raramente se distinguiam da continuidade normal das revistas, e esta, apesar do arrojo visual, não foi exceção.

Sem comentários: